Reduza as Contas

Reduza as Contas: 18 Jogadas Para Garantir Que Você Pague Menos Clique Aqui para saber mais. Saber Mais»

CARTÕES DE CRÉDITO E SEUS 7 SEGREDOS POUCO CONHECIDOS

Clique Aqui para ler o post completo sobre os 7 segredos poucos conhecidos sobre os catões de créditos. Saber Mais»

Segredos do Seu Dinheiro

Especialistas do mercado financeiro dão dicas para o dinheiro sobrar começando pelo ORÇAMENTO e POUPANÇA e seis MANEIRAS FÁCEIS de você ter mais dinheiro no bolso. Saber Mais»

This is default featured slide 4 title

You can completely customize the featured slides from the theme theme options page. You can also easily hide the slider from certain part of your site like: categories, tags, archives etc. Saber Mais»

This is default featured slide 5 title

You can completely customize the featured slides from the theme theme options page. You can also easily hide the slider from certain part of your site like: categories, tags, archives etc. Saber Mais»

 

CARTÕES DE CRÉDITO E SEUS 7 SEGREDOS POUCO CONHECIDOS

Cartões de Crédito 7 Segredos não muito Conhecidos que irão ajuda-lo a sair rapidamente do vermelho

20130730-dinheirama-post-cartao-de-credito-aprenda-usar-para-nao-se-dar-mal

1 – Lide com o mais caro primeiro. Digamos que você tenha um saldo devedor de R$ 2.000 em um cartão de crédito que cobra duros alto (de até 18% ao mês), um financiamento do apartamento de R$ 100.000 e um crédito educativo de R$ 10.000. Seu dinheiro só dá para pagar os empréstimos mensais, então, qual dessas dívidas deve ser prioridades? Primeiro pague a dívida de taxa de juros alta, nesse caso, o cartão de crédito,mesmo sendo a menor quantia devida,explicam consultores financeiros. Lidar com os empréstimos mais caros primeiro e pagar os mais baratos em ritmo mais lento vai ajuda-lo a pagar menos juros a longo prazo.

2 – Faça uma oferta. Se está devendo aos cartões de crédito e seriamente considerando um acordo a quitar o débito, você em boas chances dede conseguir negociar com as administradoras de cartões. Elas sabem que , se você optar por essa solução, terão maiores chances de receber seu dinheiro de volta. Elas também sabem que você tem a chance de mover uma ação na Justiça para tentar deduzir a cobrança de juros se provar que a dívida ficou tão alta, que impossível paga-la. Você pode, então, se adiantar e fazê-los economizar com honorários e advocatícios, propondo uma oferta para liquidar a dívidas aos poucos, com pequenos valores regulares. Peça à administradora que congele ou reduza os juros, enquanto isso , eles provavelmente aceitarão. Para obter ajuda nas negociações, contate o Procon, Serviço de Proteção e Orientação ao Consumidor, do seu estado ou município.

cut-unnecessary-business-expenses1

3 – Quebre o cartão de crédito. Se você deve muito a cartões de crédito  com altas taxas de juros, negocie sua dívida e peça cancelamento do cartão até que suas finanças estejam equilibradas, assim, você deixa de pagar anuidade, que aumenta a dívida. Quebre o cartão para ter certeza que não vai voltar a usá-lo e pague sempre o total da fatura.

4 – Pague tudo – imediatamente. O cartão de crédito permite a compra parcelada, sem juros. Mais  isso depende do acordo que a loja mantém com a operadora do cartão. Sendo assim sempre pergunte, antes de efetuar a compra parcelada se há juros. Além desses encargos, o cartão de crédito cobra juros de você: sacar dinheiro com o cartão, pagar a fatura com atraso ou pagar o valor mínimo. Esta ultima opção é sempre mais perigosa para o consumidor, pois é quando incidem as taxas de juros do crédito rotativo do cartão. Por isso, sempre que possível, pague pague a conta integral de cartão de crédito todos os meses, dessa forma, você não vai permitir que a administradora fique cobrando juros. Se não conseguir pagar o total da fatura, pague o máximo que puder quando a conta chegar. Além disso, quanto mais tempo você esperar para fazer o pagamento, se atrasar, mais juros estarão acumulados. Não deixe essa conta para depois, pague-a no momento que chegar à sua porta.

VERDADE OCULTA O que os credores não querem que você saiba sobre a INSCRIÇÃO NO CADASTRO DE DEVEDORES

Quando uma pessoa deixa de pagar suas obrigações, seu nome pode ser inscrito nos cadastros de devedores brasileiros, tais como SPC (Serviço de Proteção ao Crédito), Serasa (centralização dos serviços dos bancos) e CCF (Cadastros de Cheques sem Fundos). Mas seu nome só pode ficar inscrito lá por no máximo 5 anos, mesmo que a pessoa não pague a dívida, ou por até 5 dias depois de paga-la. Passados esses prazos, o credor deve retirar o nome do cadastro. Se não o fizer, a pessoa pode processa-lo e pedir indenização por ter permanecido por mais tempo do que deveria com o nome sujo.

ARMA SECRETA

images (15)

CRÉDITO CONSIGNADO. É um tipo de empréstimo feito no banco, que mantém um convênio com o empregador do devedor ou com o INSS, no caso de aposentados, para que o pagamento das parcelas da dívida seja descontado diretamente do salário. Com o risco de o devedor não pagar o mínimo, pois o desconto é feito em folha de pagamento, as taxas de juros são bem reduzidas. Para aposentados, o governo impôs o teto de 2,5% ao mês de juros e um limite de empréstimo de até 20% da renda mensal se o desconto for em folha. Se o aposentado optar por um cartão de crédito, os juros são limitados a  3,5% ao mês e o limite do crédito no cartão e de 2,5 vezes o valor do benefício mensal.

5 – Resista à tentação dos cartões de crédito. Administradoras de cartão de crédito sabem muito bem como captar novos clientes, então, previna-se contra a avalanche de ofertas. Quando você morde a isca e obtém um cartão, é grande a probabilidade de acumular dívidas.

No Brasil, muitas empresas trabalham com anuidades gratuitas para conquistar esses clientes, mais resista! Não  há necessidade de você ter mais de dois cartões, sendo um internacional, se você costuma viajar para o exterior. quanto mais cartões você fizer, mais possibilidades de dívidas você terá e vai ser mais difícil controlar os gastos.

Biometria-no-Caixa-Eletrônico-Bradesco

6 – Evite sacar dinheiro usando cartão de crédito. Saques em dinheiro com cartão de crédito parecem uma facilidade, mas funcionam empréstimos e costumam ter taxas tão altas quanto as do cheque especial e doa empréstimos pessoais. Antes de fazer isso, avalie se não é vantajoso pedir um empréstimo na agência em que você tem conta (que é mais barato do que pedir em uma financeira). Existe ainda a possibilidade de você conseguir um crédito consignado (mais barato, pois o pagamento é feito por desconto em folha de pagamento).

7 – Se você não pediu, é amostra grátis. Se a operadora do cartão  de crédito enviar a você um cartão sem que você o tenha solicitado, ela não poderá cobrar a anuidade, pois a lei de defesa do consumidor considera que o produto enviado sem a solicitação prévia do consumidor é amostra grátis. Se você não desejar o cartão, quebre-o. Caso você decida ficar com ele, ligue para a operadora e diga que só o aceita se a anuidade for de graça (para sempre, e não apenas o primeiro ano). Também fique atento às tarifas de manutenção caso o cartão não seja utilizado: elas não passam de anuidades disfarçadas!

Fernando Alves, aprendiz de empreendedorismo digital para ajudar.

Deixe uma resposta


Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Click to listen highlighted text! Powered By GSpeech